Cinco BONS motivos para um executivo contratar um coach

Como já falamos inúmeras vezes aqui no blog, Coaching é um processo de desenvolvimento de habilidades. É uma parceria entre Coach e Cliente que gera crescimento, aprendizado, força e motivação para alcançar seus objetivos. Executivos e profissionais em posição de liderança procuram por um processo de Coaching por vários motivos que podem ser agrupados em cinco principais:

1. Para dar uma guinada na carreira sem deixar de lado seus sonhos
2. Para ser desafiado a sair de sua zona de conforto e ter mais momentos de flow
3. Para enfrentar as dificuldades cotidianas de forma mais efetiva e ir trabalhar mais feliz
4. Para conquistar equilíbrio entre vida pessoal e profissional sem culpa ou ressentimentos
5. Para se preparar para cargos de liderança mais desafiadores e toda a solidão que vem junto

Vamos falar, separadamente e com detalhes, de cada um desses pontos.

1. Para dar uma guinada na carreira sem deixar de lado seus sonhos
É comum pensar que para melhorar nossos resultados e dar uma alavancada na carreira precisamos corrigir nossos pontos fracos, consertar nossos defeitos, resolver o que está errado e aprender aquelas habilidades que sabemos que não são nosso forte.
Estamos habituados a colocar nosso foco no que não funciona ao invés de dar atenção ao que funciona acreditando que desta forma poderemos melhorar nosso desempenho e alcançar nossos objetivos. E não é bem assim. O que você chama de defeitos na verdade são habilidades pouco usadas, como músculos menos utilizados e por isso menos fortes. E também depende da dose e do contexto. Posso considerar a comunicação como meu ponto forte, porém falar demais numa determinada situação pode não ser a melhor atitude.
Num processo de Coaching, identificamos e refletimos sobre habilidades para aprimoramento e crescimento e quais as melhores estratégias e práticas para obter resultados concretos e duradouros.

2. Para ser desafiado a sair de sua zona de conforto e ter mais momentos de flow
Quando nossas atribuições diárias não apresentam novidades ou desafios ou oportunidades de aprender algo novo; quando a rotina, as reuniões improdutivas e a sobrecarga de trabalho dominam seus dias, não conseguimos perceber como podemos ser mais felizes no trabalho. A satisfação no trabalho está diretamente ligada ao aproveitamento de suas forças gerando o que Mihaly Csikszentmihalyi chama de flow. Num processo de Coaching, investigamos o que proporciona momentos de flow (aqueles momentos nos quais estamos tão envolvidos na tarefa, tão concentrados, que não percebemos o tempo passar) e investimos em criar situações de flow no seu dia a dia.

3. Para enfrentar as dificuldades cotidianas de forma mais efetiva e ir trabalhar mais feliz
Peter Drucker, considerado o pai da administração moderna, disse que a gestão vai se confundir cada vez mais com a capacidade dos gestores em entenderem a alma humana.
Vivemos numa era de escassez de atenção. Somos bombardeados por milhares de mensagens todos os dias. Não conseguimos assimilar tudo que está disponível. Cativar a atenção é o desafio para criar valor na nova economia. Dar atenção tem a ver com empatia, com acolher, ouvir e nos preocupar com o outro, e no momento em que damos atenção a alguém, não podemos dar atenção a mais ninguém (nem ao celular).
Num processo de Coaching, investigamos as dificuldades nas relações interpessoais e praticamos habilidades essenciais para lidar com conflitos, negociações, situações e pessoas difíceis.

4. Para conquistar equilíbrio entre vida pessoal e profissional sem culpa ou ressentimentos
Com meus clientes de Coaching, a falta de tempo é a barreira mais comum para as pessoas não realizarem o que desejam e muitas vezes serve como desculpa para não fazer o que realmente gostariam. Observando com cuidado, estamos mais ocupados do que produtivos. Ocupamos nossa agenda e nossa mente com tarefas quase sempre urgentes e pouco importantes e deixamos de lado nossas prioridades, aquilo que é essencial e que lá na frente vai fazer falta.
Um processo de Coaching ajuda a usar melhor o seu tempo, redefinindo suas prioridades e reestruturando todas as áreas da vida.

5. Para se preparar para cargos de liderança mais desafiadores e toda a solidão que vem junto
Desenvolvimento de liderança é uma das áreas com maior investimento pelas empresas. Módulos e módulos de conteúdos, palestras, workshops nos fins de semana, atividades ao ar livre, intercâmbios, mas eu tenho a impressão que ninguém conta que quanto mais alto o cargo na hierarquia, mais solitário fica.
Num processo de Coaching, o executivo tem um parceiro que o apoia e o incentiva em todos os momentos, ajudando a lidar com a pressão, o estresse e a solidão do cargo.

E VOCÊ: o que você pode fazer hoje para usar melhor o seu tempo? E para dar mais atenção às pessoas? E para melhorar a qualidade de suas relações? Só depende de você.

Be Sociable, Share!